22 de fevereiro de 2016

Senta que lá vem resenha: Deadpool

Um comentário :
 Deadpool é um filme de ação e comédia, dirigido por Tim Miller e foi distribuído pela 20th Century Fox e tem como protagonista o anti-herói da Marvel. É estrelado por Ryan Reynolds (Wade Wilson/Deadpool), Morena Baccarin (Vanessa Carlysle), Ed Skrein (Francis Freeman/Ajax), Gina Carano (Angel Dust), TJ. Miller (Weasel), Brianna Hildebrand (Negasonic Teenage Warhead), Stefan Kapičić (Piotr Rasputin/Colossus) e Leslie Uggams (Blind Al).


 É incrível ver que um filme deste nível realmente conseguiu ser feito. Após Reynolds quase se matar para produzi-lo, finalmente temos a primeira encarnação do anti-herói mutante (sim, não conto aquilo de X-Men Origins: Wolverine) e esse filme realmente fez justiça ao mercenário tagarela... e como fez!

 Vamos reconhecer que é difícil um filme de ação envolver as cenas sangrentas com um drama em que possamos nos identificar, mas graças ao roteiro de Deadpool, esses dois lados do filme se unem de uma forma bastante diferente dos demais filmes de super-herói. Mesmo porque o próprio Sr. Pool diz que esse não é simplesmente "mais um filme de herói", é algo bastante engraçado sim, hilário em muitas vezes mas também tem sua dose de história e desenvolvimento de personagens.


 Falando neles, a maioria ficou muito bem nesse filme, um dos meus favoritos foi a nova mutante Negasonic Teenage Warhead, que teve sua estreia neste filme. Infelizmente o vilão Ajax está lá apenas para ser simplesmente o antagonista da vez e ser esquecido, porque não vi nada de marcante no personagem.

 Claro que devo fazer os maiores elogios a Ryan Reynolds, que nasceu para o papel assim como RDJ nasceu para ser o Tony Stark. Em qualquer cena com o Deadpool é garantia de que você vai cascar o bico, porque ele entrou tanto no papel que ele se tornou o próprio mercenário como podemos ver em todo conteúdo promocional do filme que está rolando por aí.

 Acho legal notar em como Wade Wilson, após passar pelo experimento que ativou seus genes mutantes perdeu um pouco da sua sanidade, junto a isso ficou ainda mais sarcástico e maluco, já que praticamente nada pode acontecer a ele graças ao seu fator de cura avançado.


 Sem contar que mesmo sendo um filme de baixo orçamento, as cenas de ação ainda impressionam bastante, seja pela velocidade, violência e também pela trilha sonora que em certos momentos ressalta ainda mais o espírito divertido do filme. Sim, você nota que algumas coisas são CGI, mas isso de forma alguma atrapalha sua diversão, é um filme que você não verá o tempo passar porque a história em si é bastante simples e objetiva.

 Você irá notar diversas referências engraçadas a outros filmes, como a encarnação desgraçada do personagem em X-Men Origens: Wolverine, Lanterna Verde, Wolverine, famosas frases de filmes (uma que eu pessoalmente amei foi a referência a uma famosa frase do RoboCop) e até piadinhas com o orçamento que a FOX cortou do filme na última hora, cerca de 7 milhões.

 O que podemos esperar agora é a continuação com Cable como o próprio Sr. Pool dá a entender, e com o sucesso estrondoso do filme, apenas sentamos e esperamos a sequência que com certeza, se feita com o mesmo amor que o primeiro, será tão melhor quanto o mesmo.


 Deadpool é um filme que me impressionou bastante, as cenas que mostram o Wade "normal" são legais, eu queria ver muito mais Deadpool, porém reconheço que sua história deve ser contada direito para conhecermos ele antes. Eu recomendo para todos que gostem do gênero, é uma fórmula diferente da que estamos acostumados e isso foi realmente um refresco no filmes da FOX e de heróis em geral.

 E um aviso, se você tem/conhece alguém que tem alguma criança menor, fale para não os levarem para ver esse filme achando que é só mais um de "heróis da Marvel". Na minha sessão eu vi diversas crianças com menos de 10 anos e esse não é um filme feito para elas. Dito isso, até a próxima, galera!

Um comentário :

  1. Eu também gostei muito do filme inclusive o resenhei. Realmente ele deu uma animada no mercado de filmes de super heróis.

    Ótimo texto.


    Beto

    blogcoisastriviais.blogspot.com

    ResponderExcluir